A pediatra e coordenadora médica do Pronto-Socorro infantil, do Hospital América, que faz parte do Sistema Hapvida, Thais Rezende, explica que não só as crianças, como os adultos são afetados de maneiras diversas pelo coronavírus, porém os sintomas mais comuns no público infantil não são muito diferentes de outras síndromes grupais comuns da infância.