Contra o Brasil de Pelotas-RS, nesta terça-feira (13), o Vila Nova tenta voltar a vencer no OBA e encerrar com o pior jejum no estádio desde que a equipe voltou a atuar de forma regular nele, no ano passado. A atual sequência tem seis jogos sem triunfo na casa colorada, que será o palco do duelo contra o Xavante pela 12ª rodada da Série B.

Passar a jogar no OBA foi uma das mudanças que o Vila Nova fez após o presidente Hugo Jorge Bravo assumir o cargo executivo do clube, em dezembro de 2019. Desde então, foram 32 jogos da equipe colorada em sua casa, com 17 vitórias, nove empates e seis derrotas (62,5%).

O pior e atual período sem vencer é de seis jogos, com cinco empates e uma derrota. Foi neste intervalo que o Vila Nova perdeu, nos pênaltis, para o Grêmio Anápolis na final do Campeonato Goiano após empate no tempo regulamentar. O Tigre também empatou com Aparecidense (Goiano), Botafogo, Goiás e Ponte Preta na Série B, e foi derrotado pelo Bahia, na Copa do Brasil.

Antes, o Vila Nova havia ficado apenas três jogos seguidos sem vencer no OBA, na Série C 2020. Na ocasião, foram duas derrotas (para Botafogo-PB e Brusque) e um empate com o Remo.

Durante os dois piores momentos sem vencer no OBA, o time colorado triunfou em jogos como mandante, mas atuando em outros estádios. Em 2020, durante a sequência de jogos sem vencer em sua casa própria, bateu o Jacuipense no Olímpico. Neste ano, ficou sem jogar no Leste Universitário por causa de reforma no gramado e bateu o CSA, no Anníbal Batista de Toledo.

Para o técnico Higo Magalhães, os resultados conquistados pelo Vila Nova como visitante vão ajudar a aumentar a confiança da equipe na busca da primeira vitória do time colorado no OBA nesta Série B - fora de casa, o Tigre vem de duas vitórias, contra Operário (2 a 1) e Remo (1 a 0).

“Vamos trabalhar muito para isso, a confiança aumenta com os resultados fora de casa. Vamos achar o tempo certo para os atacantes finalizarem no gol. Devagar, com os pés nos chãos e buscando evoluir, vamos trabalhar para crescer na competição. Pensamos grande, temos de ter atitudes grandes”, falou o técnico sobre o tema, depois da vitória sobre o Remo, na última rodada da Série B.

Diante do Brasil de Pelotas, o treinador não poderá contar com o volante Deivid, que cumpre suspensão - Pedro Bambu é cotado para iniciar a partida em sua vaga. Quem fica à disposição é o atacante Pedro Júnior, que cumpriu suspensão na última rodada pelo acúmulo de três cartões amarelos.