O Vila Nova rescindiu contrato com seis jogadores depois da paralisação do Campeonato Goiano. O advogado do Tigre não descarta que as dispensas de atletas possam gerar processos na Justiça Trabalhista. No entanto, Maurilho Teixeira acredita que o clube estará amparado pela lei trabalhista. “Apesar dos contratos de jogadores serem regidos pela Lei Pelé, Lei 9.6...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários