Um tribunal de apelação rejeitou nesta sexta-feira (13) recurso apresentado no dia anterior pelos advogados de Ronaldinho Gaúcho e o seu irmão, Assis, para que ambos fossem transferidos para prisão domiciliar. Os brasileiros estão detidos há uma semana em um presídio de segurança máxima em Assunção, capital do Paraguai, após entrarem no país com passaportes falsos. ...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários