Nem tudo é o que parece

Cheguei de viagem de férias na terça-feira (28) à noite, no momento do dilúvio em Belo Horizonte. Demorei a entrar em casa. Carros destruídos boiavam nas ruas, que se transformaram em rios. Belo Horizonte e outras grandes cidades foram construídas sobre rios canalizados. Os humanos pagam o preço por isso e pelas mudanças climáticas que provocam no…

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários