Craque não nasce em laboratório

Escuto com frequência que o futebol brasileiro deveria voltar aos anos 1960, à sua essência, ter mais dribles, mais improvisações e mais arte. Naquela época, predominavam a habilidade, a criatividade e a fantasia sobre a técnica. Os brasileiros colocavam os gringos na roda. Chico Buarque escreveu que os europeus eram os donos do campo, pelo posicionamento, e os…

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários