Neymar continua com prestígio na seleção brasileira. Mas a acusação de estupro que recaiu sobre ele às vésperas da Copa América preocupa. O temor é que o caso tenha influência no desempenho não só do atacante como de toda a equipe. Por isso, o amistoso desta quarta-feira (5), às 21h30, contra o Catar, em Brasília, servirá como uma espécie de termômetro. A expectativa é...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários