Quando o presidente da CBF, Rogério Caboclo, se reuniu com os jogadores da seleção brasileira, foi avisado antes do encontro sobre a indignação do elenco, mas imaginou que conseguiria contornar. Tornou-a pior. A conversa ocorreu às vésperas do embarque da delegação para Porto Alegre, na última quarta-feira (2).A reportagem ouviu que a maneira de conversar de Caboclo,...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários