A reação do São Paulo sob o comando de Fernando Diniz nas últimas semanas já foi o suficiente para equilibrar o orçamento em relação às metas de campo estipuladas pela diretoria de Carlos Augusto Barros e Silva, o Leco, em 2020. Com a chegada à semifinal da Copa do Brasil, o Tricolor paulista faturou R$ 7 milhões e conseguiu mais do que era esperado em classificações n...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários