A recomendação da CBF de solicitar para clubes e escolinhas de futebol que não treinem o fundamento de cabeceio com bola em crianças menores de 12 anos será bem aceita entre profissionais goianos. A informação de que a entidade fará a sugestão foi publicada nesta segunda-feira, pelo jornal O Estado de São Paulo. A proposta é prevenir que os jovens sofram algum t...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários