O fim da autarquia que geria quatro arenas do Parque Olímpico da Barra deixou parte da estrutura construída para os Jogos Olímpicos do Rio-2016 em uma espécie de limbo administrativo, mas irá representar economia aos cofres da União e deverá acelerar o projeto que tenta repassar as instalações à iniciativa privada - promessa que vem desde muito antes da Olimpíada, mas q...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários