As principais fontes de renda do Vila Nova, neste ano, serão patrocínios e bilheteria. Sem jogos, o clube teme perder patrocinadores e não tem receita de ingressos. Para se manter durante a paralisação das atividades, o Tigre anunciou, nesta sexta-feira (3), venda de vouchers nos valores de 10, 20, 50, 70 e 100 reais, que serão trocados por ingressos de jogos, em casa, da 1ª fase da Série C.

A medida é uma forma de antecipar a bilheteria e, segundo o presidente Hugo Jorge Bravo, servirá para pagar os funcionários do clube. O Vila Nova divulgou um vídeo (veja abaixo) em que o dirigente pede ajuda do torcedor. “Estamos disponibilizando a venda antecipada dos ingressos de nossa próxima partida em casa. Ainda não sabemos quando será, mas sabemos da importância que esse jogo terá para nosso recomeço. A sua importante colaboração será totalmente revertida em pagamento dos salários de nossos profissionais que nos atendem diariamente”, diz o dirigente.

O primeiro jogo do Vila Nova na Série C, em casa, será contra o Paysandu, na 2ª rodada da competição. Antes, o time enfrentará o Manaus-AM fora de casa. Em caso de retomada do Campeonato Goiano, os vouchers também serão válidos. Neste caso, o Tigre também faria um jogo fora – contra Crac -, e, depois, encararia o Goiânia no OBA. 

A antecipação de bilheteria é mais uma forma que o Vila Nova busca para gerar renda no período de paralisação. Além da mensalidade dos conselheiros e do programa Sócio Tigrão, o clube lançou um campeonato de e-Sports para torcedores, em que é cobrada taxa de inscrição de 20 a 40 reais.

As compras dos vouchers são ilimitadas e podem ser feitas por este site

Veja o vídeo do presidente Hugo Jorge Bravo: