Palmas derrotou o Tocantinópolis neste domingo, 14, por 1 a 0, no estádio Nilton Santos, e conquistou o título do Campeonato Tocantinense 2020, o oitavo na história do clube e o terceiro de forma consecutiva.  Rafael Gladiador, aos 39 minutos do segundo tempo, marcou o gol do título, o primeiro conquistado após o acidente aéreo que matou o presidente do clube, quatro jogadores e o piloto da aeronave que caiu no último dia 24 de janeiro, em uma pista área, em Luzimangues, distrito de Porto Nacional. 

Disputado com portões fechados por conta da pandemia, o segundo jogo da decisão do Estadual andou longe de ter tanta emoção como no primeiro duelo, que terminou 3 a 3 em Tocantinópolis, na última quarta-feira, 10. 
  
“O jogo foi muito parelho, eles valorizaram a final, mas a gente fez um bom trabalho, a gente conseguiu suportar quando eles nos atacaram. Acho que o título está em boas mãos. O Senhor nos ajudou, tivemos um momento muito complicado, mas isso serve para mostrar a grandeza do Senhor.”, disse o atacante Rafael Gladiador, que também agradeceu o apoio da família que não estava presente no estádio. 

O atacante marcou três gols nas finais do Estadual. No primeiro jogo ele marcou duas vezes em cobranças de pênaltis e fez o gol da vitória neste domingo. 

Essa foi a quarta decisão entre Palmas e Tocantinópolis. Nas finais do Estadual entre os dois clubes, o time da Capital levou a melhor em três delas e ficou com o título de 2001, 2019 e 2020. Já o TEC garantiu o título em cima do rival em 2002. Dono de sete títulos (2000, 2001, 2003, 2004, 2007, 2018, 2019 e 2020) o Palmas disputou 11ª finais do Campeonato Tocantinense.  O TEC chegou na sua 10ª final e  foi campeão três vezes : 1993, 2002 e 2015. O campeonato tocantinense passou a ser profissional a partir de 1993 e conta com 28 edições realizadas.

Jogo  

O primeiro tempo de Palmas e Tocantinópolis terminou sem gols, mas boas chances de abrir o placar foram criadas pelas duas equipes. O TEC apostava nas descidas rápidas pelos lados do campo e com uma marcação alta. O Palmas chegava com mais perigo em lances de bola parada, mas nenhuma das equipe conseguiu abrir o placar. 

No segundo tempo, o jogo seguiu de forma aberta, mas os times não encontravam o caminho para abrir o placar. O gol só saiu aos 39 minutos do segundo tempo, quando Rafael Gladiador arriscou da entrada da área e fez um belo gol, sem chances para o goleiro do Tocantinópolis. 

Atrás do placar e com pouco tempo para tentar uma reação, o TEC se jogou no ataque, mas não conseguiu empatar o jogo para levar a decisão para os pênaltis. Com o adversário desorganizado, o Palmas teve chances de contra-ataque, mas não aumentou o placar, que terminou 1 a 0. 

Homenagem 

Após o título, os jogadores do Palmas e a comissão técnica homenagearam os mortos no acidente aéreo: Lucas Meira, presidente do clube, o goleiro Ranule, o lateral esquerdo Lucas Praxedes, o zagueiro Guilherme Noé, o meia Marcus Molinar e Wagner Machado Júnior, piloto da aeronave.