A terça-feira (10) foi tensa no Cruzeiro. Em má fase, o time enfrentou o terceiro protesto seguido de torcedores insatisfeitos com a situação da equipe no Campeonato Brasileiro. Para amenizar a situação, dirigentes se manifestaram para respaldar o trabalho do técnico Rogério Ceni, apoiar o elenco e garantir que parte dos salários será quitada nos próximos dias. O dia c...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários