Eleito o melhor jogador do mundo pela sexta vez, Lionel Messi garante manter a disposição de um menino em campo, apesar dos 32 anos de idade, mas sabe que chegou a hora de se preocupar mais com o corpo. E, ao contrário de Cristiano Ronaldo, seu maior rival no status de melhor jogador da atualidade, ele não pretende sair do clube onde criou uma história. Em entrevista ...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários