O Aliança conseguiu impedir o título antecipado do Goiás no Campeonato Goiano feminino ao vencer o confronto direto por 2 a 1, pela 3ª rodada do 2º turno, na tarde deste domingo (10), no CT Buriti Sereno. A equipe está invicta na competição e enfrentará o esmeraldino nas finais, que serão nos dois próximos domingos, 17 e 24 de novembro.

Em casa, o Goiás teve apoio dos poucos torcedores que estiveram presentes, entre eles, familiares e amigos das jogadoras. Neusa Maria, mãe de Lorrane Caixeta, viu a filha marcar o gol de empate para o Goiás e ter as melhores chances da partida.

“Nem sei dizer o que sinto. É muita emoção ver minha filha jogar. Apoio ela desde pequena. Sempre que posso vou aos jogos dela”, disse emocionada a mãe da camisa 10 esmeraldina.

Apesar de lamentar o resultado da partida e não sair de campo com o título, Lorrane Caixeta acredita que as finais serão positivas para o futebol feminino. O estádio da Serrinha é um dos possíveis palcos para o primeiro jogo, o que é visto como oportunidade pela atleta.

“Temos dois grandes jogos, entre duas grandes equipes. Podemos trazer mais torcida, mais pessoas para assistir. É uma chance de divulgarmos o futebol feminino. Pode ser uma oportunidade para nós, principalmente se mandarmos o jogo no estádio da Serrinha”, disse.

A partida não foi fácil para as donas da casa, pois, apesar de precisar apenas do empate, o Aliança jogou para vencer. Além de abrir o placar, aos 6 minutos do 1º tempo, com Raylanne, a equipe teve cautela para segurar a vitória e buscá-la, quando foi preciso.

“Conversamos muito sobre isso (jogar pelo empate), para não entrarmos pensando em empate e irmos atrás do resultado. Enquanto estava 1 a 1 procuramos segurar, mas quando fiz o gol deu uma aliviada” disse Karine, autora do segundo gol do Aliança, aos 46 do 2º tempo.

Raça e entrega em campo foram diferenciais para o time sair vitorioso. A equipe admitiu erros cometidos na partida, mas comemora a final a ser disputada. “Estamos muito felizes. Somos um time pobre de dinheiro, mas o de melhor campanha e único invicto no campeonato. Essas meninas pagam para jogar. A gente vê garra e união no grupo. Isso é o que me fortalece para estar aqui”, disse o técnico Luiz César.