O diretor de futebol da Aparecidense, João Rodrigues, o Cocá, morreu neste domingo (18) após mais de um mês internado com complicações da Covid-19. O dirigente tinha 57 anos. Ainda não há informações sobre velório e sepultamento.

Em 10 de setembro, ele foi internado após testar positivo para Covid-19. Desde então, permaneceu na UTI, intubado, por causa das complicações.

Cocá era o principal dirigente à frente da Aparecidense e estava no clube há cerca de 10 anos.

O dirgente era casado com Andrea Marta da Silva e tinha dois filhos, Maria e João Victor, que foi jogador de futebol, deixou a carreira no fim do ano passado e trabalha na área administrativa da Aparecidense.

"Cocá foi uma pessoa que ajudou a desenvolver o futebol goiano. É uma perda irreparável, participou ativamente na reconstrução da Aparecidense e nos deixará muita saudade", disse o ex-presidente da Aparecidense e vice-presidente da Federação Goiana de Futebol, Wilson Filho.

Presidente da Aparecidense, Elves Mendes disse que perde um amigo. "Ele deixa um legado muito grande, foi um grande profissional, grande amigo, irmão
leal, correto. Fez grandes times na Aparecidense", disse o dirigente.