Comandante interino do Goiás na vitória sobre o Botafogo, por 2 a 0, o auxiliar técnico agradeceu a confiança depositada pela diretoria esmeraldina para que ele trabalhasse na partida desta terça-feira (20) no Estádio Nilton Santos, no Rio de Janeiro.

O auxiliar, de 46 anos, disse que teve autonomia para mudar o esquema tático do Goiás ao escalar uma equipe com três volantes. "Pensei uma maneira diferente para a equipe e tive o apoio dos meus comandantes. Isso foi fundamental", frisou.

Glauber Ramos fez questão de compartilhar os créditos da vitória não somente com o grupo de jogadores, mas também com o presidente Paulo Rogério Pinheiro. "O presidente ganhou o jogo também, a partir do momento que me colocou, junto com o Leandro (Campos), para comandar o jogo. Ele me conhece e sabe da minha competência", salientou o treinador.

Com a chegada de Marcelo Cabo, Glauber Ramos segue como auxiliar técnico da comissão permanente do clube, assim como o preparador físico Leandro Campos. O novo treinador esmeraldino traz consigo o auxiliar técnico Gabriel Cabo e o preparador físico Tiago Melsert.