Há dez anos, o Vila Nova convivia com a rotina de tabus negativos, como falta de títulos, crises, derrotas, rebaixamentos, contratações e dispensas sem critério. Desde 2015, a torcida voltou a sentir o gosto da comemoração. Depois de ajudar o Tigre a quebrar um jejum de quase dez anos sem título, hoje, o técnico Márcio Fernandes assopra a velinha de um ano no comando ...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários