Tensões políticas não influenciarão a Fifa em sua futura decisão de marcar ou não alguns jogos da Copa do Mundo de 2022 fora do Catar, país-sede da competição. Quem garantiu isso nesta quinta-feira (13) foi o próprio presidente da entidade, Gianni Infantino, durante entrevista coletiva em Doha, onde faz escala antes de seguir para os Emirados Árabes Unidos, palco do M...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários