Tensões políticas não influenciarão a Fifa em sua futura decisão de marcar ou não alguns jogos da Copa do Mundo de 2022 fora do Catar, país-sede da competição. Quem garantiu isso nesta quinta-feira (13) foi o próprio presidente da entidade, Gianni Infantino, durante entrevista coletiva em Doha, onde faz escala antes de seguir para os Emirados Árabes Unidos, palco do M...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários