Em janeiro de 2018, Ivan era apenas mais um jovem goleiro que sonhava ser titular de um time, depois convocado para a seleção brasileira e então cobiçado por grandes clubes. Um ano e meio depois, tudo isso e mais um pouco aconteceu na vida do jovem que viu sua vida mudar radicalmente após trocar a base do Guarani pela da Ponte Preta e assumir a vaga de titular deixada p...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários