Desligado da função de gestor de futebol do Goiás na noite desta quarta-feira (17), Marcelo Segurado disse, por meio de carta nesta quinta-feira (18), que deixou o clube por “diferenças no departamento” e disse que não foi cumprido um “pacto com o objetivo de passar por cima de qualquer vaidade” para que clube possa escapar do rebaixamento à Série B. Segurado disse ...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários