Já na fase de conclusão de duas unidades, o Laboratório de Capacitação e o Estádio Olímpico, mas sem prazo para a entrega, o futuro administrativo do Centro de Excelência do Esporte começou a ser delineado. A possibilidade cotada para desestatizar o complexo, que seria administrado por uma Organização Social (OS), modelo aplicado aos hospitais e que se estenderá às es...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários