Restando cinco jogos para o fim, o Vila viu a chance de entrar no G4 e se manter colado com pelotão de cima da tabela ir embora, na derrota por 3 a 2, contra o Londrina, em jogo válido pelo Campeonato Brasileiro Série B. O duelo contou com um jogador expulso, o goleiro Rafael Santos, agrediu um jogador adversário, que resultou no cartão vermelho e no gol de pênalti nos acréscimos.

"Foi um jogo muito louco. Achamos que teríamos mais dificuldade, mas acabamos tendo várias oportunidades. Infelizmente falhamos bastante e isso resultou em nossa derrota. Nós temos que dar nosso melhor e conquistar essa vitória", afirmou o meia vilanovense Geovane.

Buscando agora se recuperar, após um jogo de reviravoltas, o Vila contará com mudanças no time titular. Além da óbvia alteração no gol, dois jogadores importantes no elenco do clube devem voltar. São eles o zagueiro Wesley Matos e o meia Alan Mineiro.

"São dois grandes jogadores. Peças fundamentais da equipe. Sempre que estão em campo, dão o melhor pelo Vila Nova. Wesley com a liderança e garra, e o Alan, sem comentários, grande jogador, decidiu vários jogos para a gente. Que possam nos ajudar nessa caminhada. Essa volta é bem-vinda", afirma o jogador.

A expulsão no jogo contra o Londrina, nos instantes finais, que ainda resultou no gol da derrota, criou atrito dos torcedores com o goleiro Rafael Santos. Mateus Pasinato, que anteriormente era o titular, deve voltar ao time principal.

"O Pasinato é um grande goleiro, sempre tem ajudado bastante. Foi para o banco por opção. E desde então trabalhou sério para voltar. E agora vai nos ajudar. Tem a confiança de todos aqui", declara o volante.

A próxima chance para o Vila Nova se recuperar na Série B é contra o Paysandu, nesta sexta-feira (02), no Serra Dourada, às 19h15, válido pela 34ª rodada.

"É mais uma equipe que briga na parte de baixo da tabela. Mas será uma partida complicada, já que eles precisam da vitória para sair de perto da degola. E nós precisamos para nossa caminhada na busca pelo acesso", conclui Geovane.