Em entrevista ao programa Fantástico, da Rede Globo, exibida neste domingo (19), a primeira funcionária da CBF a denunciar Rogério Caboclo, presidente afastado da entidade, por assédio moral e sexual afirma que o impacto do caso em sua vida é "uma for que não acaba. É uma dor que hora nenhuma sai de mim." Depois dela, outras duas pessoas fizeram reclamações semelh...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários