Além de sediar o Campeonato Brasileiro de Tiro com Arco, Goiás está bem representado na competição e busca resultados expressivos. Atletas locais são apontados como favoritos ao título e mostram que, apesar de não ser muito conhecido, o tiro com arco goiano tem força.

A competição começará hoje, no campo anexo ao Estádio da Serrinha, com os treinos oficiais e, ainda será aberta ao público. As finais estão marcadas para domingo, no Centro Cultural Oscar Niemeyer.

Um dos principais representantes de Goiás é Marcelinho Roriz, de 32 anos, o brasileiro mais bem colocado no ranking mundial do arco composto. O arqueiro goiano aparece na 26ª colocação e cobiça o lugar mais alto do pódio em Goiânia. A disputa deve ser acirrada com Roberval dos Santos, encostado em Marcelinho no ranking.

Satisfeito com a estrutura montada para a disputa, Marcelinho Roriz exaltou a capacidade de organização goiana e também a qualidade dos atletas. O arqueiro também convida a população para conhecer um pouco mais da modalidade.

“O arco é um esporte fantástico, incrível, com a capacidade de nos ensinar sempre. Quando (o público) for assistir, olhe muito a concentração do arqueiro, o foco. A beleza do esporte está nessa capacidade, das pessoas, de entrar em um nível de concentração absurdo”, salientou.

Outro nome que desponta é o de Andrey Muniz, que mora em Goiânia e pratica o tiro com arco desde 2008. Ele é para-atleta e o melhor brasileiro, no ranking mundial do tiro com arco composto de sua categoria, em 25º lugar. Em casa, o arqueiro espera estar em um dia bom para colher grandes resultados.

“Espero bons resultados, tanto no paralímpico quanto no composto adulto. O tiro com arco é uma caixinha de surpresas. Você (arqueiro) pode estar em um dia bom e atirar bem, mas pode não conseguir ter um bom resultado”, frisou Andrey.

SUCESSO IMEDIATO

Conhecida dos goianos por suas conquistas no tênis de mesa, Jane Karla decidiu mudar de modalidade em 2014. Abandonou uma vaga garantida para o Parapan de Toronto, no antigo esporte, para poder tentar uma vaga no tiro com arco.

Jane Karla não só conseguiu a vaga como trouxe o ouro para Goiás. Agora disputa, em casa, o primeiro Campeonato Brasileiro, como arqueira. É apontada como favorita por ser a melhor brasileira no ranking mundial, com a 18ª colocação entre as para-atletas.

“Apesar de ter participado de muitos Brasileiros, no tênis de mesa, esse é o meu primeiro no tiro com arco. É emocionante e é gratificante ser apontada como uma das favoritas”, comentou Jane Karla.

A arqueira goiana conta que a sua rotina de treinamentos envolve mais de 8 horas diárias e mil flechadas semanais.