O sucesso do inglês Lewis Hamilton, 35, hexacampeão da Fórmula 1, contrasta com o ostracismo vivido pelas duas tradicionais equipes britânicas da categoria: McLaren e Williams. As escuderias, que nas décadas de 1980 e 1990 conquistaram 16 títulos de construtores e 16 de pilotos, vivem longos jejuns de troféus. A McLaren desde 2008, quando Hamilton faturou o prim...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários