O desafio de gerir um estádio de futebol não é exclusivo de Goiás. Além de estados e municípios, que também possuem aparelhos do mesmo tipo, empresas especializadas e os próprios clubes precisam estudar o melhor modelo para que estádios e arenas multiuso sejam financeiramente viáveis. Como a gestão pública não tem caráter mercadológico, a exploração de praças esportivas p...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários