O Vila Nova inicia a semana com duas situações para lidar: reverter o psicológico do elenco após a goleada de 3 a 0 sofrida para o Brusque, na tarde de sábado (2), no Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, e se defender das acusações de racismo direcionadas pela assessora de imprensa do time catarinense, Lara Vantzen Kempfor, contra o conselheiro vilanovense Vinícius de Oli...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários