O descarte ou o reaproveitamento do lixo produzido nas casas, ruas, quintais, praças, prédios comerciais, logradouros públicos, estradas, empresas, rodovias ou em qualquer local é um problema da sociedade atual. Pode ser, também, solução. É algo que depende do ponto de vista, da compreensão sobre a importância de cuidar dele, do tratamento que se dá à demanda, das consciências individual e coletiva, das possibilidades de reciclá-lo.

Assim, como uma possibilidade de encarar o desafio, a 28ª Caminhada Ecológica terá uma iniciativa pioneira, durante os cinco dias do projeto - de 16 a 20 de julho, com largada em Trindade, terça-feira (16) e chegada no Rio Araguaia, em Aruanã dia 20 (sábado).

Pela primeira vez, uma empresa vai recolher, embalar e promover iniciativas junto às cidades do percurso e aos atletas e equipes de apoio e organizadores da Caminhada Ecológica. A empresa Bio Resíduos, em parceria com o projeto realizado pelo POPULAR / Grupo Jaime Câmara (GJC), fará a coleta de todo o lixo produzido pelo evento.

Antes, todo o lixo produzido dentro do evento era recolhido, mas colocado nos locais destinados ao recolhimento, nas cidades. Agora, poderá ser reciclado, reaproveitado. Já os chamados inservíveis (de higiene pessoal) também serão recolhidos e terão destinação específica.

A Bio Resíduos também deixará, nos municípios que fazem parte da chamada “Rota do Araguaia” - os que são percorridos pela Caminhada - tambores específicos para os moradores depositarem medicamentos vencidos em locais indicados pelas prefeituras. O descarte poderá ser feito nesses recipientes durante cinco dias de programação do evento. Depois, no retorno, a empresa vai recolhê-los.

“A Caminhada é parte de uma tentativa de conscientizar as pessoas sobre a questão ambiental. O lixo é deixado por muitas pessoas em locais que não são adequados”, disse Antonelle Guimarães Oliveira, sócio-proprietário da empresa.

Com uso de um caminhão baú compartimentado e um carro de apoio, o lixo produzido pelo evento será separado e terá destinação própria. O chamado “zero resíduos” é a finalidade das atividades da empresa. “Todo lixo tem de ter correta destinação. Não se trata de destinar o que é lixo só para os aterros”, explica Antonelle.

Medicamentos e produtos hospitalares podem contaminar o solo ou provocar algum tipo de problema de saúde para os catadores dos lixões, por exemplo. Na Caminhada Ecológica, há produção do lixo orgânico (restos de alimentos), reciclável (copos de plásticos) e inservível (produtos médicos como esparadrapos, frascos, seringa). Assim estará cada qual no seu quadrado, segregado, dentro do caminhão.

A 28ª Caminhada Ecológica é realizada pelo POPULAR/Grupo Jaime Câmara (GJC), com patrocínio de Unimed Goiânia. O evento tem apoio de Detran/Governo de Goiás, Belcar, Bio Resíduos, Fast Açaí, Hospital Anis Rassi, Unifan, Sesi, Saneago, Casa da Nutrição Suprimentos e Probiótica. O apoio logístico é do Batalhão Rodoviário e do Corpo de Bombeiros de Goiás.