No sábado, o jovem zagueiro do Vila Nova, Luizão, viu a carreira passar por reviravolta. Estava escalado para jogo do time sub-20 vilanovense, contra Aparecida. “Eu ia para o jogo do sub-20, mas me chamaram e disseram que o time (profissional) precisava de mim. Então, tudo aconteceu e tive a chance”, resumiu Luizão, o escolhido pra entrar na zaga colorada assim que o capitão do time, Wesley Matos, foi expulso.

Luizão foi para o jogo por causa de alguns imprevistos. Philipe Maia, que seria titular, teve problema na panturrilha e foi vetado. Brunão, outra opção, se ausentou do treino e não foi localizado, segundo a versão passada pelo Vila Nova, que também não informou paradeiro do zagueiro nem se será punido.

Assim, Luizão foi para o banco. Logo, entrou no lugar do atacante Michel Douglas. “Jogador tem de estar preparado”, frisou o zagueiro de 18 anos, 1,92m, natural de Itapirapuã Paulista, um ano de clube, estreante no clássico, assim como o atacante Juninho, pivô do lance que originou pênalti e gol de empate do Vila.

No clássico, Luizão mostrou bom posicionamento, não perdeu bolas por baixo e conseguiu disputar bem os lances, pelo alto, com grandalhão Pedro Raul.

Alan Mineiro, goleador do Vila e do Goianão, com 9 gols, definiu situação de Luizão. “Não digo fogueira a situação dele. Jogador tem de estar preparado para isso. É chance. Esse menino (Luizão) foi chamado às pressas. Jogou muito bem, nos ajudou muito e está de parabéns por tudo”, disse Alan Mineiro, elogiando a postura da torcida vilanovense que, segundo ele, empurrou o time em busca do empate.

Se Luizão festejou estreia imprevista, no lado rubro-negro ficou a sensação de que, se o time forçasse mais, poderia ter saído com a vantagem. O Dragão dominou, mas não foi incisivo. “Nós queríamos fazer o segundo gol. Sabíamos que o juiz (André Luiz Castro) seria pressionado e que nosso time poderia ser punido”, afirmou o meia-atacante Matheus, lembrando o pênalti favorável ao Vila.

O zagueiro Gilvan reclamou da postura do rival. “Nosso time veio preparado para jogar. Tentamos. Houve muita polêmica e, na volta, só nos resta buscar a vitória e classificação”, frisou o zagueiro.