O elo entre Diego Costa, jogador do Atlético-MG, e o suposto esquema ilegal envolvendo uma empresa de apostas esportivas se dá pelo cunhado do jogador e a irmã de um empresário apontado como chefe da operação, segundo inquérito da Polícia Federal. Na última quinta-feira (30), a PF de Sergipe deflagrou a segunda fase da Operação Distração. O foco é na empresa Esport...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários