Acostumado a sair com pelo menos quatro medalhas de ouro dos Jogos Paralímpicos, Daniel Dias precisou moderar suas expectativas para Tóquio-2020. O atleta de 33 anos teria que se esforçar como nunca para buscar os melhores resultados possíveis, na inédita situação de não ser favorito em nenhuma das seis provas que nadou no Japão. Assim o fez até as últimas braçad...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários