Mizael Conrado, presidente do Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), vive um misto de alegria e frustração às vésperas da abertura dos Jogos Parapan-Americanos de Lima, que começam na sexta-feira (23). O ex-atleta da modalidade futebol de 5 comemorou o fato de o Brasil levar uma delegação recorde ao Peru, de 337 atletas, mas lamentou o Comitê Paralímpico Internacional (...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários