Se a situação do Grupo A do Campeonato Goiano sinaliza para domínio absoluto do Atlético-GO, no outra chave a disputa se desenha entre Aparecidense e Vila Nova pela cabeça do Grupo B. Neste domingo, as duas melhores equipes da chave enfrentam Iporá e Goianésia, respectivamente, de olho na liderança da tabela.

Após o fim do 1º turno, o Grupo B não viu uma equipe disparar. A Aparecidense é a única invicta na chave e soma 11 pontos - frutos de três vitórias e dois empates. Apenas Camaleão e Dragão não perderam jogos nesta edição do Goianão.

Para seguir na liderança do Grupo B, a Aparecidense precisa de uma vitória sobre o Iporá, fora de casa, para não depender do resultado entre Vila Nova e Goianésia, que se enfrentam no Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga. O Camaleão seguirá como líder se o Tigre somar o mesmo número de pontos que ele nesta rodada.

Para atingir o objetivo, a Aparecidense conta com a solidez defensiva, uma vez que o time não foi vazado no 1º turno do Goianão. Por outro lado, o técnico Thiago Carvalho conta com uma arma perigosa no ataque. O experiente atacante Alex Henrique, de 35 anos, começou bem a nova temporada e é um dos artilheiros do Campeonato Goiano com três gols marcados após cinco rodadas.

“Será um jogo bem difícil, pois o Iporá mostrou qualidade aqui dentro (do Anníbal Batista de Toledo). Lá (em Iporá) tem o fator campo também, que não tem as melhores condições. Temos de nos adaptar e fazer um grande jogo”, avaliou o técnico Thiago Carvalho após a vitória sobre o Iporá em Aparecida de Goiânia.

“Vai ser um jogo bem brigado pela situação do campo e nosso time precisará estar ligado nisso”, completou o treinador da Aparecidense.

Na perseguição à primeira colocação do Grupo B, o Vila Nova terá o desafio de receber o Goianésia na mesma semana em que volta a campo pela Copa do Brasil, onde terá de enfrentar o Juventude-RS, na quinta-feira (8), no OBA.

Essa divisão pode fazer com que o Tigre entre em campo com uma equipe mista. O técnico Wagner Lopes comentou sobre a estratégia que deverá adotar para essa sequência diante do Goianésia e Juventude-RS.

“Estamos esperando a reapresentação para ver como cada um vai estar em relação a dores musculares e cansaço. Ainda não temos esses dados, o departamento médico vai nos passar para a gente ter uma ideia de escalação para o próximo jogo”, explicou o treinador colorado, que tem três vitórias após três jogos pelo Tigre.

“Sem dúvida, a Copa do Brasil é importantíssima para nós, mas vamos por partes”, ponderou o técnico Wagner Lopes.

Se a competição nacional é colocada em destaque pelo técnico Wagner Lopes, o treinador sabe que uma nova vitória sobre o Goianésia pode representar um grande passo para assegurar classificação às quartas de final do Campeonato Goiano de forma antecipada.

Em caso de vitória sobre o Azulão do Vale, o Vila Nova abre dez pontos sobre o adversário, que ocupa atualmente a 5ª colocação. Essa diferença cairia para nove pontos, caso o Iporá consiga derrotar a Aparecidense.

Para Goianésia e Iporá, a luta neste momento é para escapar do rebaixamento. O Azulão do Vale tem três pontos, enquanto o Iporá somou apenas um tento, mas com um jogo a menos.

Serviços dos jogos:

Vila Nova x Goianésia

Data: 4/4/2021 (domingo). 
Horário: 16 horas. 
Local: Estádio Onésio Brasileiro Alvarenga, em Goiânia.
Árbitro: Anderson Gonçalves (GO). 
Assistentes: Leone Carvalho (GO) e Adriano Mendes (GO)
Transmissão: TV Anhanguera

Vila Nova: Georgemy; Celsinho, Saimon, Nilson Júnior e Thiago Carleto (W. Formiga); Yuri, Dudu (Kallyl), Arthur Rezende e João Pedro; Kelvin e Henan. Técnico: Wagner Lopes

Goianésia: Artur; Bruno Leite, Caio, Márcio Luiz e Cleidson; Iran, Fábio Leite, Andrezinho e Léo Carvalho; Édipo e Du Gaia. Técnico: Ariel Mamede

Iporá x Aparecidense

Data: 4/4/2021 (domingo).
Horário: 15h30. 
Local: Estádio Ferreirão, em Iporá-GO. 
Árbitro: Gabriel Queiroz (GO). 
Assistentes: Fabrício Vilarinho (Fifa/GO) e Victor de Castro (GO)

Iporá: Cleriston; Everton, Talis, Anderson Alagoano e Cesinha; Roger Goiano, Danillo Ribeiro e Elias; Ayrton, Maikon Aquino e Renato Alves. Técnico: Everton Goiano

Aparecidense: Tony; Rafael Cruz, Renato, Wesley Matos e Ricardo Lima; Lorenzi, Rodriguinho e Albano; Cardoso, Alex Henrique e Robert. Técnico: Thiago Carvalho