O presidente do Comitê Olímpico Internacional (COI), o alemão Thomas Bach, revelou nesta quinta-feira, após uma reunião por videoconferência do conselho executivo, que a entidade estima arcar com custos de até US$ 800 milhões (até R$ 4,74 bilhões) referente apenas à sua participação na organização dos Jogos de Tóquio-2020, que foram adiados deste ano para 2021 devido à pa...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários