O presidente afastado da CBF, Rogério Caboclo, afirmou nesta segunda (7) que vai provar a sua inocência sobre a acusação de assédio sexual e moral feita por uma funcionária da entidade. Ele também disse que vai recuperar seu cargo na confederação. "Não posso falar nada sobre isso [acusação], porque tudo será tratado na minha defesa. Eu sou inocente. Tenho absolu...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários