Na primeira tentativa, em 2012, Bruno Fratus ficou com a quarta posição nos 50 metros nado livre, a dois centésimos do pódio. Na segunda, em 2016, a decepção com o sexto lugar agravou um quadro de depressão. Na terceira, em Tóquio, em 2021, o brasileiro conquistou a tão desejada medalha olímpica. Na noite deste sábado (31), o velocista de 32 anos ficou com o bron...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários