O placar elástico até engana. Apesar dos sustos que a seleção olímpica levou, pelo menos a equipe treinada por André Jardine ganhou moral no último amistoso antes dos Jogos Olímpicos de Tóquio. O Brasil venceu os Emirados Árabes Unidos por 5 a 2 nesta quinta-feira (15), na Sérvia, e agora pode focar definitivamente na estreia contra a Alemanha, dia 22, em Yokohama, às 8h30 (de Brasília).

O Brasil saiu perdendo por causa do gol contra de Nino, ainda aos 20 minutos do primeiro tempo. O time ficou um pouco perdido por ter dificuldade de encaixe na frente. O empate veio pouco antes do intervalo, com Diego Carlos, de cabeça.

No segundo tempo, o Brasil foi mais agressivo na frente, mas teve outra bobeira lá trás e voltou a ficar em desvantagem após cabeçada de Alnaqbi. Depois desse susto, o time se concentrou e, com as alterações de ambos os lados, deslanchou.

Reinier empatou, Martinelli virou, e Matheus Cunha, artilheiro da seleção olímpica, selou a goleada com duas bolas na rede.

Como ressalva, além da necessidade de ganhar entrosamento e evoluir na parte física, o Brasil ainda não contou com todos os jogadores convocados. Faltaram Douglas Luiz e Richarlison, que certamente serão titulares, além de Malcom, convocado por último e que se apresenta no Japão.

BRASIL

Santos, Daniel Alves, Nino (Bruno Fuchs), Diego Carlos (Ricardo Graça) e Guilherme Arana (Abner Vinícius); Gabriel Menino, Bruno Guimarães (Matheus Henrique) e Claudinho (Gabriel Martinelli); Paulinho (Reinier), Antony e Matheus Cunha. T.: André Jardine

EMIRADOS ÁRABES UNIDOS

Rakaan Almenhali, Marwan Alwatani, Eid Alnuaimi, Yousif Almheiri e Faris Al Marzooqi; Ahmed Alhammadi (Hussain Sadeq), Khalfan Alhammadi, Abdallah Sultan, Khaled Albalushi (Yousef Almansouri) e Saeed Alkaabi (Rashed Mubarak); Abdalla Alnaqbi (Ghanem Mohamed). T,: Denis Silva

Estádio: Karadorde, em Novi Sad (SER)

Árbitro: Marko Ivkovic (SER)

Assistentes: Nikola Rijavec e Ilija Lovre (SER)

Cartões amarelos: Daniel Alves (BRA); Abdalla Alnaqbi e Rakaan Almenhali (EAU)

Gols: Nino (contra, EAU), aos 20', e Diego Carlos (BRA), aos 43'/1ºT; Alnaqbi (EAU), aos 21', Reinier (BRA), aos 32', Martinelli (BRA), aos 36', e Matheus Cunha (BRA), aos 39' e aos 45'/2ºT