Os irmãos suspeitos de terem cometido injúria racial contra um segurança ao fim do clássico entre Cruzeiro e Atlético Mineiro, domingo, no Mineirão, prestaram depoimento nesta terça-feira, no Departamento de Operações Especiais (Deoesp) de Polícia Civil, na Região da Pampulha, em Belo Horizonte, tentaram se justificar e realizaram um pedido de desculpas. Em decl...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários