Na reunião desta terça-feira (7), a partir das 15 horas, a Comissão Nacional de Clubes (CNC) e a CBF discutirão temas importantes sobre o futuro do futebol brasileiro, especialmente relacionados à Série A (calendário, negociação dos direitos de transmissão da Série A para o exterior) e distribuição de cotas por perfomance (posição final de cada clube no Brasileirão). O Atlético será representado pelo presidente, Adson Batista, na reunião por videoconferência.

No ponto de vista dele, a manutenção da Série A, com 38 rodadas, pontos corridos, com turno e returno - o campeão será o clube com mais pontos conquistados -, é a ideal, mesmo que o calendário do torneio nacional tenha de adentrar a temporada 2021, já que está comprometido pela paralisação por causa da pandemia do coronavírus.

"É o mais justo, é o que foi definido antes e acredito que seja a opinião da CBF e dos clubes. É (Série A) uma tradição que já vem funcionando há alguns anos e espero que seja mantida", disse o dirigente. Segundo ele, o clube está preparado para, assim que houve autorização das autoridades ligadas à saúde, para retomar os treinos e se preparar à disputa da Série A e da 3ª fase da Copa do Brasil. Outro item que está em pauta na reunião, segundo Adson, foi o interesse de uma empresa comprar direitos de transmissão da Série A ao exterior, mas a primeira proposta, segundo ele, não foi interessante - ele não revelou valores.