Com pensamento de aposentadoria de lado, Pedro Júnior quer saber só de marcar gols, vencer jogos e continuar gravando seu nome na história do Vila Nova. O atacante de 34 anos não se considera ídolo do Tigre. Para ele, é preciso de títulos nacionais para ter este status. Algo que dois dos seus companheiros, Frontini e Alan Mineiro, por exemplo, já possuem. “Eu sempre falo ...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários