O gol de Moacir sobre o ex-time, o Coritiba, não só abriu o caminho à vitória que garantiu ao Atlético, no domingo (8), a vice-liderança da Série B. O gol serviu para abrir o coração de Moacir. Foi uma declaração de amor, de fé na vida, de esperança de cura para a mulher dele, Emanuella Silva, de 36 anos. Moacir fez o gol, saiu saltitando para festejá-lo, simulando o uso...

Olá, esta matéria é exclusiva para assinantes.

Não sou Assinante.

Para ler a matéria você pode usar as chaves de convidado e desbloquear o conteúdo.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários