Rica em termos de politica, cultura, culinária, religiosidade e hospitaleira, a Cidade de Goiás recebeu, na noite desta quarta-feira, os 27 atletas – 23 homens e 4 mulheres – que estão participando da 27ª Caminhada Ecológica. Ao som de sinos, e com representante da antiga Vila Boa à frente, Sebastião dos Reis Santos, as equipes de atletas e de apoio foram recepcionados e fecharam o segundo dia do evento na antiga capital goiana.

Escolhido capitão dos atletas, pelo segundo ano consecutivo, Sebastião Alves dos Santos se emociona ao falar da honraria simbólica que lhe cabe. É personagem respeitado pelos colegas de estrada e pelos conterrâneos. Passa pelas ruas da cidade carregando um dos símbolos da Caminhada Ecológica – a bandeira.

 “Sou vilaboense.  É um orgulho. Ser atleta e capitão, é outro motivo que me deixa muito mais orgulhoso ainda. É diferente quando caminho pela minha cidade”, citou o emocionado atleta, que usa uma bandana e é conhecido pela força física e passadas rápidas durante a Caminhada Ecológica.  

“Adoro a Serra Dourada.  É um cartão postal. Quando estou na estrada, tenho de dar aquela olhada para os lados, ver a beleza da Serra Dourada ao redor. É como se ela também estivesse nos recebendo. É uma energia diferente”, descreveu o atleta, que se preocupa com problemas do município dele, como as queimadas durante a seca – este ano, ainda não houve problema, pois tem sido executado programa de monitoramento em parceria com Corpo de Bombeiros.

A prefeita da Cidade de Goiás, Selma Bastos, se orgulha da presença de Sebastião Reis. Ainda faz questão de ressaltar a presença das quatro atletas mulheres na 27ª Caminhada Ecológica: Suedina Gouveia Assis, Rosana Corrêa Costa, Patrícia Gomes Ferreira e a estreante, Sandra Luiza Rodrigues.  “Nós temos a marca de mulheres na história de nossa cidade, como Cora Coralina e Goiandira do Couto. Ver estas meninas aqui, suportando dores e cansaço, é algo que tem de ser ressaltado. Elas estão abraçando aquilo que o nosso tempo, às vezes, deixa passar. É uma causa e uma bandeira nobres”, destacou Selma Bastos, também exemplo de mulher que ousou enfrentar o tradicionalismo político na Cidade de Goiás e já é prefeita pelo segundo mandato.

Selam Bastos lembrou que tem enfrenta dificuldades para lidar com questões como o meio ambiente. Encara de frente, nos últimos anos, problemas como queimadas na Serra Dourada e riscos de abastecimento de água na cidade. Diz que tem procurado executar projetos, como recuperação de nascentes de córregos e rios, além de tentar conter focos de queimada. Ao mesmo tempo, tenta articular, junto à Saneago, projeto para construção de um posto de captação d´água no Rio Uru.

E se orgulha de, nos seis anos de mandato – quatro do primeiro e dois, agora – ter recebido os atletas da Caminhada Ecológica. Ao mesmo tempo, enaltece o esforço dos atletas que, a cada temporada, abraçam a iniciativa de caminhar 310km, em cinco dias, rumo ao  Rio Araguaia. “A Cidade de Goiás é deles, também”, frisou.

Na madrugada desta quinta-feira, a 27ª Caminhada Ecológica entra no terceiro dia, a partir das 5 horas. Saída – Cidade de Goiás, com destino a Faina, para 70 km de percurso, ainda dentro da imponência da Serra Dourada. Os atletas e equipes de apoio vão almoçar no Campo da Paz, próximo a Faina.

A 27ª Caminhada Ecológica teve a segunda baixa, nesta quarta-feira. Um dos representantes de Inhumas, Dorival Honorato Duarte Júnior, de 33 anos, se sentiu mal antes do almoço que seria servido na chácara da família de Maria de Lurdes Rodrigues, a Maria do Uru. Dorival foi socorrido e encaminhado, numa unidade de resgate do Corpo de Bombeiros, até Inhumas. Ele chegou consciente ao pronto socorro da cidade onde mora. A suspeita é de espasmo muscular, mas ele seria avaliado pelos médicos depois. A primeira baixa foi Gilberto Tassara Dias, que foi um dos aprovados na seletiva realizada no dia 30 de junho, mas que alegou problemas particulares para desistir da participação dele no evento.