Os conselheiros do Cruzeiro aprovaram, por unanimidade, na noite de ontem (3), a alienação de um imóvel do clube para quitar compromissos financeiros junto à Fifa. Entre eles, uma dívida com o Al-Wahda, dos Emirados Árabes Unidos, que cobra o pagamento de R$ 5,3 milhões pelo empréstimo do volante Denílson, em 2016. O não pagamento, que custou seis pontos à equipe mineira n...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários