Restando pouquíssimo tempo para a prova do ENEM 2019, marcado para os dias 03 e 10 de Novembro, muitos estudantes ainda têm dúvidas sobre qual a melhor forma de ESTUDAR E REVISAR OS CONTEÚDOS MAIS IMPORTANTES. O Professor e Diretor de Estudos do PreparaEnem Gilberto Augusto, responde a cinco dúvidas bastante comuns neste período, e que podem ajudar a muitos alunos:

Quer saber mais sobre Enem 2019? Clique aqui!

1 - Como saber qual o conteúdo mais importante para revisar?

“A melhor forma é utilizando o método 'PRD – Peso, Recorrência e Dificuldade’.

É uma equação de 3 variáveis. O Peso (P) é determinado por cada Universidade. Elas divulgam esses dados em seus próprios portais (site). A Recorrência (R) é a preferência do Enem por determinadas matérias. Conteúdos como Ecologia, Eletrodinâmica, Brasil Colônia e Agropecuária, nunca ficam de fora. Nesse caso, é importante fazer um “mapeamento” das provas anteriores e analisar os conteúdos mais abordados. A Dificuldade (D) está relacionada com os erros mais frequentes do aluno. Fazer simulados semanalmente ajuda a descobrir essas dificuldades.

2 - É preciso resolver provas anteriores do ENEM?

Sim. Introduzir uma periodicidade de realização de simulados ou provas anteriores nessa reta final é primordial. Os testes mostram os erros. Se não corrigidos hoje, podem gerar uma grande frustração no dia da prova. Faça simulados aos sábados e destine os domingos para corrigir e estudar cada erro. Resolver simulados ou provas do Enem também são importantes para treinar o GTP, Gerenciador do Tempo de Prova. Muitos estudantes reprovam simplesmente por não controlarem bem o tempo no dia da prova. Começar pela matéria de maior peso é sempre uma boa opção. Se os pesos forem iguais, comece por Redação no 1ºdia e Matemática no 2ºdia. São duas áreas que podem aumentar muito a média final.

3 - Como lidar com os temidos “apagões” na hora da prova?

Stress, ansiedade, medo, insegurança, cansaço... muitos fatores podem provocar isso. Controlar o cortisol é fundamental nessa reta final. Faltando poucos dias para a prova, aumente pelo menos 30 minutos no seu sono reparador noturno. Isso ajudará a reduzir o cansaço. Faça de 10 a 20 minutos de atividade física diariamente. Neste caso preze por treinos intervalados de alta intensidade (HIIT). Meditação e técnicas de respiração também podem ajudar. Já existem excelentes aplicativos para isso.

4 - Qual o tema mais indicado para cair na redação?

Não foque em descobrir o tema. Foque em enriquecer ser repertório.

O aluno precisa fazer uma curadoria e estudar as temáticas atuais com cautela. Hoje, a internet é fonte infinita de informação. Contudo, o recomendável é que seja feito o ‘Mapa 3C’. Defina quais são os Conteúdos (primeiro “C”) que serão lidos durante a semana, sendo indicado que estes estejam alinhados ao tema de redação da semana. Definidos os conteúdos, selecione os melhores Canais de aquisição desses conteúdos (segundo” C”), como por exemplo: podcasts, youtube, livros e revistas. Feito isto, é indispensável organizar o Calendário (terceiro “C”), isto é, o dia da semana e o horário que esses conteúdos serão adquiridos. Esses momentos devem ser fixados e cumpridos no planejamento de estudos semanal.

5 - O que fazer na semana da prova?

Revisar os TOP 3 conteúdos mais abordados de cada disciplina e resolver pelo menos 3 provas anteriores, treinando o GTP, são as duas melhores estratégias. Lembrando que não existe milagre. A aprovação não vem com uma semana de trabalho duro e sim com vários meses de execução consistente de uma estratégia eficiente.