O governo federal editou, no início desta semana, uma nova medida provisória permitindo a antecipação da venda direta de etanol das usinas para os postos, sem a intermediação de uma distribuidora, o que só começaria em dezembro. Mas esta operação em Goiás ainda depende de uma regulamentação estadual sobre a forma de recolhimento do ICMS incidente sobre a venda do combustível, o...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários