São Paulo - Na Copa, o jogo para os portugueses acabou. Já a disputa pelo controle da Vivo entre PT (Portugal Telecom) e Telefónica foi para a prorrogação. Os espanhóis estenderam, ontem, o prazo de sua oferta até 16 de julho. A tática tem duas explicações. Primeiro, 74% dos acionistas da PT aceitaram vender sua participação na Vivo à Telefónica por 7,15 bilhões de ...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS

Navegue pelo assunto:

Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários