Os trabalhadores domésticos, cuja atividade tem de ser presencial, estão entre os grupos mais afetados pelas medidas de isolamento social adotadas desde março para evitar a propagação do novo coronavírus. Eles se inserem nos serviços prestados às famílias, que teve variação negativa em agosto, em Goiás: -44,6% na comparação com o mesmo mês de 2019. Foi a quinta queda ...

Você se interessou por esta matéria?

Assinar O Popular

Você terá acesso ilimitado
a todo o conteúdo
VER PLANOS
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários