O Tribunal de Justiça de Goiás recebeu 525 pedidos de recuperação judicial de empresas entre os anos de 2015 e 2019. Somente no ano passado, foram 190 pedidos e, este ano, já foram 163. O número é consequência da crise econômica que afetou milhares de negócios nos últimos anos e que ainda produz reflexos no País. Existe um estigma de que recuperação judicial é falência, m...

Você se interessou por este conteúdo?

Seja nosso convidado.

É só usar as chaves para abrir até
5 conteúdos por mês.
QUERO ASSINAR
Os comentários publicados aqui não representam a opinião do jornal e são de total responsabilidade de seus autores.

Comentários